Dicas

Tipos de pele e cuidados

No início do século XX Helena Rubnistein, cosmetóloga e dona do primeiro salão de beleza do mundo criou a classificação básica da pele dividindo-a em 4 tipos: Pele oleosa ou lipídica, pele seca ou alipídica, pele normal ou eudérmica e pele mista. E desde então essa classificação tem sido utilizada por mulheres e homens do mundo todo como orientação para a escolha de cosméticos para tratamento e manutenção da pele.

Essa é uma classificação simples e qualquer pessoa pode seguir e aprender a cuidar de sua pele de uma forma mais efetiva. Porém, se estudarmos mais afundo iremos descobrir que existe uma classificação mais complexa e precisa que nos mostra que a pele possui muitos outros tipos. Na dermatologia são estudados 16 tipos de pele. Muita coisa né? Mas relaxa que neste poste vamos focar nos 4 tipos básicos para facilitar nosso entendimento.

Qual a importância de saber qual o meu tipo de pele?

Saber qual o seu tipo de pele é extremamente importante, principalmente na hora de escolher os cosméticos ideais para trata-la. Escolher produtos que não se enquadram no seu tipo pode ser muito prejudicial, podendo agravar o seu problema e aquilo você tentou tratar pode acabar piorando. Por exemplo, imagine uma pele seca sendo higienizada com sabonete pra pele oleosa que tem a finalidade de reduzir a oleosidade, a pele seca que já não tem produção de óleo adequada para manter sua hidratação vai ter menos óleo ainda e ficará ainda mais ressecada. Péssimo não é?

Então vamos conhecer os 4 principais tipos de pele e o tratamento adequado para cada um deles…

Pele Oleosa ou lipídica

 

A pele oleosa é caracterizada pelo aspecto brilhante e engordurado, apresenta poros dilatados e normalmente ocorre o surgimento de cravos e espinhas.

Entenda a pele oleosa…
O excesso de oleosidade da pele oleosa é causado pela hiperatividade das glândulas sebáceas que produzem mais óleo do que o necessário para manter a lubrificação adequada da pele.
O lado positivo é que a pele oleosa consegue manter a hidratação e demora mais para apresentar linhas de expressões.

Cuidados para a pele oleosa…

Evite produtos que tenham óleo na formulação, opte pelos “oil-free” que são livres de óleo.
Utilize produtos adstringentes que controlam a oleosidade.
Pele oleosa também precisa ser hidratada, para isso utilize hidratantes em gel.
Evite banhos muito quentes pois o calor estimula as glândulas sebáceas.
Esfoliação 1 vez por semana diminui o espessamento da pele.
Resista a tentação de lavar o rosto várias vezes por dia pois isso pode causar um efeito rebote, que é quando a pele aumenta a produção de óleo para suprir a eliminação excessiva do óleo.


Pele seca ou alipídica
 

A pele seca apresenta um aspecto desidratado, podendo apresentar descamação. É áspera ao toque e seus poros são pouco visíveis.

Entenda a pele seca…
O óleo produzido na pele forma uma camada protetora chamada de manto hidrolipídico que impede que a pele perca sua hidratação, na pele seca a produção de óleo é insuficiente para fazer essa proteção.
Apresenta mais cedo os sinais de envelhecimento, como rugas e linhas de expressão.

Cuidados para a pele seca…

Foque em produtos que doem hidratação para a pele.
Os hidratantes devem ser em creme.
Evite ficar trocando de cosméticos o tempo todo pois a pele seca é mais senssível e pode apresentar processos alérgicos com facilidade.
Evite esfoliantes abrasivos pois esta pele já é fina.
Banhos muitos quentes agridem essa pele.

 

Pele mista

 

A pele mista apresenta tanto aspectos da pele oleosa quanto da seca, por isso é muito comum pessoas com esse tipo de pele não conseguir identificar ao certo seu tipo de pele.

Entenda a pele mista…
Esse tipo de pele apresenta bastante oleosidade na zona “T”: testa, nariz e queixo, e aspecto normal ou seco nas extremidades do rosto.

Cuidados para a pele mista…

Os cuidados podem ser os mesmo que o da pele oleosa pois é importante controlar a oleosidade da zona T para que isso não cause cravos e espinhas.
A hidratação da pele pode ser feita com um gel-creme.

Pele normal ou eudérmica 

 

A pele normal é o sonho de todas! É uma pele bonita, com viço, sem imperfeições e aveludada ao toque, é a famosa pele de bebê.

Entenda a pele normal…
Na pele normal a produção das glândula sebácea é equilibrada, produzindo apenas a quantidade necessária para mante-la saudável com a hidratação e viscosidade adequada e por isso não sofre com cravos e espinhas.

Cuidados para a pele normal…

Esse tipo de pele é comum em crianças, dificilmente uma pessoa adulta tem uma pele normal, mas se você teve a sorte de chegar a fase adulta com uma pele bonita, equilibrada e sem problemas sua missão é mante-la assim.
Utilize produtos para pele normal pois são mais suaves e não alteram o equilíbrio.

Lembre-se sempre de utilizar apenas produtos que sejam direcionado para o seu tipo de pele. Tomando esse cuidado estaremos tratando e prevenindo os efeitos adversos de cada tipo de pele.

 

Para facilitar, deem uma olhada nessa tabelinha:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *